Noturno

Ah marujo meu!

O cheiro de cedro do teu barco invade as minhas narinas

O balanço das ondas do teu mar embala meus sono, desperta meus sonhos…

No convés do teu navio eu danço e celebro a vida

E no fundo do teu oceano, sereias oníricas festejam o amor

A lua, rainha, beija o sol ao despertar

Eu que sou apenas cigana, nada tenho a te ofertar

Tuas mãos nos meus cabelos também tocam a minha alma

Tuas melenas morenas, em minhas mãos transmutam calma

És para mim âncora

Apoio, arrimo, amparo, proteção

Me deixa ser pra ti o leme

Direção, norte, destino, o rumo da tua embarcação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: