No sussurro de um relâmpago

No sussurro do relâmpago,intenso arrepio na espinha
Tentei conter-me, mas ali estava a pele e o rosto,
o sonho dele e o habitar nele
Tudo ali no sussurro do relâmpago
Os cabelos curtos,
Os olhos negros,
A fumaça e a folia…
Especiarias enfeitavam o meu corpo
a canela e o manjericão,
a doçura do mel, a textura do mamão
Naquele leito jaziam muitos oceanos,
um marujo e uma sereia
Eu gosto de relâmpagos
O medo me incendeia
Transporta-me do colo ao choque
Ai, o encaixe!
Meu Deus, os suspiros …
A respiração forte
Pausada
Ritmada
O trovão e a calmaria
A chuva quente encerra o gozo
Deixa-me morar no sussurro de um relâmpago

15 de maio de 2020

Publicado por Fabi Estrela

Fabi, feminista de fibra, carrega o mundo no coração. Jornalista e bailarina e Mestre em Educação, Arte e História da Cultura. É especialista em Educomunicação, Direitos Humanos e Gênero. Thetahealer e estudiosa do sagrado feminino. Louca por bichos, make up e tattoos. Bem útil e fútil. Tem rodinhas nos pés e asas nas costas, por isso alguns a chamam de fada. Aquariana de riso farto, vive há anos entre Ásia e Europa, onde se dedica a empoderar jovens para mudanças sociais em seus grupos identitários.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: